quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Mais um


Em cada singularidade do nosso amor, lembremos que tudo passa, que o tempo arrasta e que mais ' pra sempres ' virão. O segredo é atentarmo-nos às brevidades da vida. Não deixar passar em branco a perda do fôlego durante o beijo de despedida nem o entrelaçar dos dedos durante o filme do Woody Allen. Abraçar como se fosse o último abraço porque pode mesmo ser. Não escapar das brigas nem das lágrimas infindas cessadas por um pedido de desculpas seguido de uma frase de efeito bem clichê ao pé do ouvido. Aliás, usemos todos os clichês. Eles podem ser a única artimanha para descrever o momento. Devemos tratar nosso amor como único, mas sabê-lo como apenas mais um.

13 comentários:

  1. 'Tudo se sucede'. É bem verdade que estamos constantemente deixando nossas vivências no porão do passado. Mas um questionamento bem contraditório, que não deixa de ser pertinente, ronda nosso pensamento: serão mesmo passado os pensamentos habitantes das nossas mentes, aqueles que nos visitam todos os dias, martirizando-nos ou, ainda, provocando um sorriso tímido de expressões contidas e lábios unidos? Não sei. Muitas vezes eles tomam tanto tempo do nosso presente... Há quem diga "existem pessoas que vivem de passado", ou também "Fulano é um idealista". Esta última fala se refere as pessoas que gastam muito do seu presente com o futuro, no entanto ela é matéria pra outra hora. O importante é perceber que talvez nosso presente seja mais passado, mais futuro e menos presente. Poderíamos explicar dizendo sobre a falta de plenitude das coisas, a representação da palavra 'presente' como uma força de expressão. Enfim, 'deixa eu te contar', melhor dizendo, deixemo-nos ouvir, pensar este tema. O 'beijo de despedida' pode se repetir na memória, 'o último abraço' pode não ser o último. O nosso agora pode não ser o agora, pode não ser o fim.

    ResponderExcluir
  2. adorei o blog...

    tenho que aparecer mais vezes aqui
    (desculpe-me a falta de criatividade para um comentário melhor)

    :*

    ResponderExcluir
  3. Oi, Malú.
    Que texto lindo! Adorei isso:

    "Abraçar como se fosse o último abraço porque pode mesmo ser. Não escapar das brigas nem das lágrimas infindas cessadas por um pedido de desculpas seguido de uma frase de efeito bem clichê ao pé do ouvido."

    Lindo demais!
    Beijos querida...

    ResponderExcluir
  4. Se algum dia eu precisar de uma dose extra de segurança, você me dá? Posso estar enganada, mas você sempre parece tão confiante, tão firme nas tuas idéias sobre o amor, já preparada pra tudo o que possa vir a acontecer! Já eu sigo direitinho a parte do 'tratar como único', mas me embolo na do 'mais um' ó.
    Bjs bjs Malúvilha ;*
    (hmmm, Malúvilha ficou PÉSSIMO hein!)

    ResponderExcluir
  5. Tudo muito lindo aqui.Bela escrita.Bjos

    ResponderExcluir
  6. Concordo com o comentário sobre tua segurança.Parece que ela existe MESMO.Adoro gente segura.Acho que a questão toda é sabermos aproveitar mais nossos momentos,eles sim são singulares.

    Você sempre escrevendo coisas bonitas e importantes,Mallu.Ah,obrigada por sempre comentar lá no 'falando' você é sempre uma fofa e pessoas como você me fazem ter vontade de postar as loucuras que escrevo.Se um dia virarem música,você será uma das primeiras a ouvir.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  7. Oi querida, td bem? Amei teu blog. Muito bacana.

    Tô seguindo com prazer.

    Bjos no coração

    Nina

    Se quiser seguir o meu: doce-meio-amargo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Talvez eu saiba de tudo isso, menos saber ver como apenas mais um...

    Belo post, bem verdadeiro. Seguindo-te, beeejo,beeejo, boa semana. :)

    ResponderExcluir
  9. DEvemos tratar o amor melhor que tratamos outros sentimentos, é nosso bem mais precioso. A arte de amar!

    um beijo querida.

    ResponderExcluir
  10. Sempre que eu venho aqui paro e fico lendo teus textos.. cada um carrega uma doçura, e te passa uma sensação diferente. Continua tah?
    beijos.

    ResponderExcluir
  11. Estou à espera de um próximo texto. Passo aqui regularmente na esperança de encontrá-lo. Enquanto isso, vou lendo os antigos, uma vez que conheço este sítio há pouco tempo.
    Grande afago.

    ResponderExcluir
  12. Adorei seu blog, seus textos são lindos, fazem realmente refletirmos... ganhaste uma leitora já! haha
    Se quiser pode dar uma passadinha no meu blog tbm... beijos!

    ResponderExcluir
  13. Ameiiiii o blog ...
    e como tudo que vc faz xuxu
    Muitoo perfeitooo..

    Amiga que amei conhecer e que faz muita falta, não te encontrar todos os dias....

    Beijoooo Gata ; )

    Caroll

    ResponderExcluir